quinta-feira, 20 de março de 2014

MEUS PÉS

Meus pés não tocam mais o chão, meus olhos não veem a minha direção
Da minha boca saem coisas sem sentido, você era o meu farol e hoje estou perdido.
O sofrimento vem à noite sem pudor, somente o sono ameniza a minha dor
Mas e depois? E quando o dia clarear? Quero viver do teu sorriso, teu olhar.
Eu corro pro mar pra não lembrar você, e o vento me traz o que eu quero esquecer
Entre os soluços do meu choro eu tento te explicar, nos teus braços é o meu lugar
Contemplando as estrelas, minha solidão, aperta forte o peito, é mais que uma emoção.
Esqueci do meu orgulho pra você voltar, permaneço sem amor, sem luz, sem ar.
Perdi o jogo, e tive que te ver partir, e a minha alma, sem motivo pra existir
Já não suporto esse vazio quero me entregar, ter você pra nunca mais nos separar
Você é o encaixe perfeito do meu coração o teu sorriso é chama da minha paixão
Mas é fria a madrugada sem você aqui, só com você no pensamento.
Meu ar, meu chão é você mesmo quando fecho os olhos posso te ver.